O fim da competição – parte 1

O prazo para se tomar a decisão de deixar a prática competitiva e se converter deste e de outros erros através de um ato de amor e obediência a Deus se esgotará brevemente (Is 55:6), após o qual, se alguém ainda quiser se converter terá que se submeter a uma horrível opressão e morte cruel, como será explicado a seguir (Ap 7:9-15).

O amor pelo ser humano fez Deus agir com o objetivo de eliminar o pensamento competitivo e toda maldade (Jo 3:16) de cada morador da Terra e reconciliá-lo Consigo (2 Co 5:19, Cl 1:20), trazendo-o de volta a um relacionamento de amor, fidelidade, intimidade e comunhão com o Senhor, como era originalmente, quando foi criado.

A ação de Deus para educar o ser humano (2 Tm 3:16-17, Rm 15:4) no sentido de abandonar as práticas competitivas (e outros erros) vem desdobrando-se num período de tempo que já dura cerca de três mil anos, estando, no entanto, em sua fase conclusiva (1 Jo 2:28, Hb1:2). Portanto, estamos vivendo, atualmente, o estágio final desse processo educacional de exterminação do pensamento competitivo das mentes humanas (Rm 12:2), para o qual o Senhor Jesus tem feito grandes milagres preparando ministros ou missionários da Palavra de Deus e enviando-os às nações da Terra com o fim de levar o Evangelho como Ele determinou (Mc 16:15, Mt 28:18).

Os recentes avanços da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) tem acelerado esse processo educacional, levando o Evangelho a lugares aos quais ainda não havia chegado. Além disso, essas tecnologias têm facilitado o estudo, a análise e o manuseio da Bíblia, bem como a produção e disponibilização de materiais didáticos educativos expressos em diversos formatos e mídias, levando às populações de todo o mundo a mensagem do Evangelho, a exemplo das videoaulas que se encontram em http://www.tvdafamilia.com; as quais já tem alcançado mais de sessenta países.

Assim, desde quando o Senhor enviou os primeiros discípulos até o tempo atual, multidões de seres humanos em todo o mundo já foram educados nesse sentido, as quais tomaram a decisão de abandonar ou repudiar a prática competitiva, e muitos outros ainda a tomarão, porque o Evangelho causa uma mudança radical em quem o recebe (2 Co 5:17, Jo 3:3-6), renovando a mente (Fp 4:8, Rm 12:2) para conhecer qual o verdadeiro sentido da vida (Ef 1:18, 1 Ts 4:3, 1 Jo 1:7), ser feliz de verdade (Lc 7:23, Rm 4:8, Ap 20:6) e cumprir a sua missão na Terra; firmado na obediência a Deus (1 Jo 5:3).

Aceitando o Evangelho, além de se obter o perdão de Deus para todos os pecados (1 Jo 1:7), recebe-se o Espírito Santo (Jo 15:26) para viver sob a orientação divina (Jo 14:26), tem-se o nome escrito no Livro da Vida (Fp 4:3) que está no Céu, torna-se filho de Deus (Jo 1:12, 1 Jo 3:1-2, 10) e obtém-se a garantia da salvação (2 Co 1:22, 2 Co 5:5, Ef 1:14).

Quando esse trabalho de evangelização do mundo for concluído, que será brevemente, Deus retirará da face da Terra todos os que são convertidos a Jesus (Mt 24:14) e que já eliminaram de suas mentes o pensamento competitivo (1 Co 51-52). Esse fenômeno de retirada desses seres humanos da Terra é chamado Arrebatamento e acontecerá de forma repentina, num abrir e fechar de olhos (1 Ts 4:16-17, 1 Co 15:48-51). Com isso fica encerrado o prazo que se tem para se obter todos os benefícios da ação salvadora de Deus (Jo 3:18, Jl 2:32, At 2:21, Rm 10:13).

É preciso destacar que as falsas ideias da “teoria da seleção natural” e da “teoria da evolução” são, na realidade, enganos e fraudes científicas inspiradas por espíritos enganadores (1 Tm 4:1, 1 Jo 4:1), as quais têm servido de base para se ensinar e estimular várias modalidades de práticas competitivas nas escolas de forma irrefletida e inadvertida (Rm 1:28), entortando e aleijando crianças e adolescentes, destruindo gerações inteiras, formando-se discípulos para satanás (Rm 1:32).

Como se vê, o pensamento competitivo é uma manifestação de oposição ao Criador tão maligna que contaminou todos os moradores da Terra, destruindo o mais belo projeto de Deus neste planeta: a família.

Felizmente, os dias que faltam para Deus eliminar a contaminação que a prática competitiva causou na Terra estão contados; e são poucos, graças a Deus! Porque estamos nos tempos finais e o arrebatamento está próximo.

Este tema está descrito em mais detalhes nos sites www.albos.com.br e www.tvdafamilia.com e no livro “Alerta! A Competição Destrói Crianças, Jovens e Adultos”, o qual será lançado brevemente.

José Albos Rodrigues

Sobre Albos

Discípulo do Senhor Jesus Cristo.
Esta entrada foi publicada em Competição e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *